Lanterna Mágica New Improved Sciopticon



Lanterna Mágica
New Improved Sciopticon
Pettibone Manufacturing Company
EUA, ca. 1890
CP-MC | PC501/000; PC502

Lanterna mágica com disco giratório; base em madeira; estrutura de metal pintado de preto; apoios de suspensão em metal prateado com acabamento de rosca em forma de bolota dourado, pés de leão com terminação floral dourado; objetiva aparafusada em latão com sistema de roda dentada para focagem; porta-objetiva extensível em metal prateado; sistema de iluminação regulável a petróleo com 4 pavios; chaminé amovível com registo comandado no exterior, com caixa de transporte original em madeira.

A Pettibone Manufacturing Company, estabeleceu-se em Cincinnati, nos EUA, em 1872. O fundador, James Pettibone, adquiriu a antiga loja de objetos militares de John Boner, onde trabalhou como escriturário alguns anos antes. Por volta do final do século XIX, a Pettibone foi descrita como “o grande estabelecimento onde são fabricados todos os tipos de parafernália (…)”, produzindo, entre os diversos objetos para escolas, casas etc., duas versões da lanterna mágica New Improved Sciopticon with Revolving Disc, cuja patente é registada em 1888. A qualidade e a estética da construção, utilizando materiais como chapa de carvalho, latão e níquel, foram pensadas para atrair principalmente o público de associações e fraternidades privadas. O disco giratório contém 10 raios que terminam com uma moldura circular onde se colocam os vidros com imagens, o que deu a esta versão o apelido popular de “pavão”, dada a semelhança com um pavão quando abre a sua cauda. Uma peça triangular preta, fixa na lanterna, segura o disco giratório e tem um dispositivo para bloquear as molduras circulares, onde se encontram as imagens em vidro, impedindo que se movam quando são projetadas.

Pettibone vidros – Discos giratórios contendo 10 raios que terminam com uma moldura circular. Em cada uma das molduras são colocados os vidros circulares, cromolitografias com realces de cor pintado à mão, que compõem a história. Uma das muitas séries produzidas pela Pettibone, que é também a existente na coleção da CP-MC (PC502), conta a história de Damão  e Pítias, história grega sobre a amizade, sacrifício e fé, frequentemente utilizada pela Fraternidade Maçónica durante as suas cerimónias, por retratar a mensagem de que nada pode impedir uma verdadeira amizade.


Scroll to Top