Histórias do Cinema: Chris Fujiwara / Otto Preminger


Chris Fujiwara é um dos mais reputados críticos e ensaístas do nosso tempo, publicando regularmente em publicações especializadas com o gabarito da Film Comment ou da Cinema Scope. Foi autor de monografias dedicadas a Jerry Lewis, Jacques Tourneur e Otto Preminger, cineasta da sua especial predileção que agora o traz a Lisboa. Foi professor de história e estética do cinema em Tóquio e na sua atividade como programador destaca-se a direção do Festival de Edimburgo (entre 2012 e 2014), entre múltiplos programas que preparou para festivais do mundo inteiro, de Jeonju a Mar del Plata. Nas sessões-conferência das “Histórias do Cinema” de maio, escolheu apresentar cinco pouco óbvios filmes de Preminger: THE FAN, THE 13TH LETTER, THE MOON IS BLUE, SKIDOO e SUCH GOOD FRIENDS.


Histórias do Cinema: Chris Fujiwara / Otto Preminger | sessão-conferência de 22 de maio de 2017
sobre o filme THE FAN / O Leque de Lady Windermere

Moderação: Rita Azevedo Gomes

THE FAN
O LEQUE DE LADY WINDERMERE
de Otto Preminger
com George Sanders, Jeanne Crain, Madeleine Carroll
Estados Unidos, 1949 – 89 min 
Um dos menos conhecidos e amados filmes de Preminger. THE FAN volta a juntar Oscar Wilde e George Sanders, tentando assim replicar o êxito de THE PICTURE OF DORIAN GRAY, realizado poucos anos antes. Relativamente mal recebido à época, em que se criticou sobretudo a pouca fidelidade ao texto original, o filme tem vindo a ser lenta mas progressivamente reabilitado graças à sua mise-en-scène e à excelência do seu elenco.


Histórias do Cinema: Chris Fujiwara / Otto Preminger | sessão-conferência de 23 de maio de 2017
sobre o filme THE 13th LETTER / A Décima-Terceira Carta

Moderação: Maria João Madeira

THE 13th LETTER
A 13ª CARTA
de Otto Preminger
com Linda Darnell, Charles Boyer, Michael Rennie, Constance Smith
Estados Unidos, 1951 – 85 min 
Versão americana de LE CORBEAU, de Henri-Georges Clouzot, ambientada no Canadá, sobre os efeitos de uma série de cartas anónimas que são espalhadas numa pequena cidade.


Histórias do Cinema: Chris Fujiwara / Otto Preminger | sessão-conferência de 24 de maio de 2017
sobre o filme THE MOON IS BLUE / Ingénua… até certo ponto

Moderação: Rita Azevedo Gomes

THE MOON IS BLUE
INGÉNUA… ATÉ CERTO PONTO
de Otto Preminger
com William Holden, David Niven, Maggie McNamara, Tom Tully, Dawn Adams
Estados Unidos, 1953 – 99 min 
Adaptado de uma peça de teatro, THE MOON IS BLUE foi o primeiro filme independente de Preminger, que assim pôde, de uma vez por todas, livrar-se das imposições censórias dos estúdios. O filme foi a primeira “provocação” de Preminger ao código Hays ao manter as palavras proibidas “virgem profissional”.


Histórias do Cinema: Chris Fujiwara / Otto Preminger | sessão-conferência de 25 de maio de 2017
sobre o filme SKIDOO

Moderação: José Manuel Costa

SKIDOO
SKIDOO
de Otto Preminger
com Jackie Gleason, Carol Channing, Frankie Avalon, Fred Clark, Groucho Marx, Mickey Rooney, Cesar Romero, George Raft
Estados Unidos, 1968 – 97 min
Uma comédia em que um antigo gangster é chamado por “Deus” (Groucho!) para preparar um golpe contra um gang rival (o de Mickey Rooney). É o tempo do “flower power” e do LSD, que Preminger terá experimentado antes de iniciar a realização.


SUCH GOOD FRIENDS
AMANTES DESCONHECIDOS 
de Otto Preminger
com Dyan Cannon, James Coco, Jennifer O’Neill, Ken Howard, Nina Foch, Burgess Meredith
Estados Unidos, 1971 – 101 min 
Talvez o último grande filme de Preminger. Uma sátira mordaz e feroz sobre os bons costumes da classe média americana e sobre a vida hospitalar. Adaptado, mais uma vez, de um “best-seller”, é a história de uma mulher casada com um jornalista que, na sequência do internamento do marido num hospital, descobre na sua roupa um “livro negro” que lhe revela que ele não era o modelo de fidelidade que julgava. Incluindo com algumas das suas melhores amigas.


Consulte aqui as fichas detalhadas do programa


Scroll to Top