Câmara de filmar 35mm Urban Bioscope Camera


Câmara de filmar 35mm
Urban Bioscope Camera, model D

Charles Urban Trading Company, Ltd
Londres, 1906 >
Col. CP-MC | GF967/000
 
A câmara de filmar Urban Bioscope Camera, model D pertencente à coleção da Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema foi criada por Charles Urban entre 1906 e 1910 e era um dos modelos preferidos dos operadores de atualidades. A Bioscope funcionava com magasins de filme internos, tal como a maioria das câmaras inglesas e americanas deste período.

Este exemplar pertenceu à produtora portuguesa Invicta Film (1910-1928) e foi a mais antiga das três câmaras de filmar que sabemos terem sido usadas pela produtora portuense. Esta Urban Bioscope model D terá sido usada sobretudo no período inicial da atividade da Invicta, os anos dez, período esse marcado pela produção de atualidades e documentários. Um dos filmes de atualidades muito provavelmente rodados com esta câmara e que maior sucesso alcançou naqueles anos foi O NAUFRÁGIO DO “VERONESE” (1913), do qual se terão vendido mesmo várias cópias para o estrangeiro. O arranque da produção ficcional (em 1918, com FREI BONIFÁCIO) terá levado a Invicta a adotar câmaras de maior capacidade: primeiro, uma Pathé Professionnel e, mais tarde, uma Debrie Parvo, qualquer uma delas com o dobro da capacidade de película, e por isso de tempo de filmagem, da Urban Bioscope


Scroll to Top